Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

FORTALECIMENTO DO ASSOALHO PELVICO EM INCONTINENCIA URINARIA MASCULINA POS PROSTATECTOMIA RADICAL (PR):REVISAO BIBLIOGRAFICA

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

INTRODUÇÃO: Atualmente, a prostatectomia radical é a principal modalidade terapêutica utilizada no tratamento de tumores confinados à próstata. Entretanto, esse tipo de tratamento apresenta uma incidência de incontinência urinária pós-operatória de 0,5% a 40%, sendo essa complicação a principal devido aos problemas sociais que gera. A fisioterapia pélvica então, vem emergindo como tratamento potencial para as sequelas urinárias pós-PR, proporcionando melhoria na qualidade de vida e, consequentemente, na saúde. OBJETIVOS: Investigar na literatura existente informações acerca da eficácia do fortalecimento pélvico no tratamento pós prostatectomia radical. METODOLOGIA:Trata-se de uma revisão de literatura realizada nos bancos de dados SciELO, LILACS e MedLine, sendo os dados coletados em novembro de 2019 com a amostra de estudos entre 2005-2019. A estratégia de busca foi realizada e adaptada para as bases de dados com os descritores em ciências da saúde-Decs: fisioterapia, prostatecomia, incontinência urinária. Foram encontrados 17 estudos, sendo 6 selecionados conforme os critérios de inclusão: artigos disponíveis completos em idioma inglês, português e espanhol, que atendessem ao período cronológico, objetivos propostos e em análises preliminares de título, resumo e leitura na íntegra. Foram excluídos do estudo artigos repetidos e incompletos nas bases de dados. RESULTADOS: Houve diminuição estatisticamente significante da incontinência e do número de fraldas, diminuição da perda de urina, aumento do intervalo entre as micções e redução da frequência urinária, como também do grau de incontinência e noctúria, melhorando o perfil emocional dos pacientes, além de desenvolver controle perineal e proporcionar propriocepção dos músculos pélvicos. CONCLUSÃO:Exercícios para os músculos do assoalho pélvico podem ser eficazes no tratamento da incontinência urinária após prostatectomia radical, principalmente se iniciados logo após a cirurgia, pois apresentam resultados promissores quanto à minimização da incontinência urinária, principalmente acelerando a recuperação e cura ou diminuindo os sintomas, melhorando também a qualidade de vida.

Palavras Chave

Fisioterapia, Prostatectomia, Incontinência urinária.

Área

Complicações do tratamento oncológico (infertilidade, impotência, cistite ...)

Instituições

Universidade Estadual do Piauí-UESPI - Piaui - Brasil

Autores

Mikaelli Priscila Rosas Lemos, Wanderson Êxodo de Oliveira Nascimento