Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

LEIOMIOSSARCOMA DE BEXIGA COM APRESENTAÇAO CLINICA DE OBSTRUÇAO INFRAVESICAL

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

APRESENTAÇÃO DO CASO: M.C.N, masculino, 50 anos, branco, trabalhador rural. Paciente com queixa de jato urinário fraco, disúria e polaciúria há 1 mês. Ultrassonografia de abdome inferior mostrava massa pélvica de 550 cm3 em topografia prostática. Tinha uranálise sem alterações e PSA de 1,02. Realizado ultrassonografia transretal com evidência de massa pélvica deslocando próstata. Realizada biópsia transrretal a qual evidenciou proliferação neoplásica de natureza mesenquimal, células fusocelulares com pleomorfismo acentuado, imunohistoquímica compatível com sarcoma. Ressonância magnética evidenciou massa em topografia prostática de 481 cm3, PIRADS 5, bexiga com forma e volume normais. Tomografia de tórax não mostrou alterações. No intra operatório identificou-se massa pélvica com cerca de 15 cm, sem plano de clivagem com bexiga ou próstata. Optado pela realização de uma cistoprostatectomia com derivação urinária a Bricker. Anatomopatológico da peça evidenciou lesão nodular encapsulada entre bexiga e a próstata, comprimindo a próstata, porém sem invasão da mesma, compatível com leiomiossarcoma de bexiga. Margens cirúrgicas livres. Seguimento três meses pós operatório sem evidência de recidiva. DISCUSSÃO: O leiomiossarcoma é um tumor mesenquimal maligno com diferenciação do músculo liso. Sua localização na bexiga é rara, estimada entre 0,38 e 0,64% de todos os tumores da bexiga. Parece atingir preferencialmente o sexo masculino com uma proporção de 3/1. Dados de uma revisão sistemática da literatura apontam 210 casos descritos entre 1970 e 2019. Hematúria indolor é o sintoma mais frequentemente relatado (80%), sendo sintomas obstrutivos pouco relatados. No caso em questão havia predomínio de sintomas obstrutivos sem o relato de hematúria. O tratamento do leiomiossarcoma da bexiga permanece sujeito a muitas controvérsias, devido à raridade da doença. A cirurgia continua sendo o único tratamento curativo, cujo objetivo é o controle local máximo, com amplas margens, enquanto tenta preservar a função com o mínimo de efeitos secundários. COMENTÁRIOS FINAIS: O leiomiossarcoma de próstata é uma condição rara e quando apresenta-se com a clínica de obstrução infra vesical pode dificultar a suspeição clínica. As taxas de recorrência são altas, especialmente em pacientes com doença de alto grau, levando à necessidade de monitoramento contínuo a longo prazo.

Palavras Chave

leiomiossarcoma; câncer de bexiga; obstrução infra vesical

Área

Câncer Bexiga

Instituições

Hospital Geral de Goiânia - HGG - Goias - Brasil

Autores

Conjeto Luiz da Silva Neto, Jomar Dal Forno Domenighi, Breinner Ferro, Deniel de Alencar Faria, Lucas Viana Faisano, Tayro Dantas, Theo Rodrigues Costa