Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

QUALIDADE DE VIDA RELACIONADA A SAUDE NO TRATAMENTO DE CANCER DE PROSTATA

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

INTRODUÇÃO: O Câncer de Próstata é um problema de saúde pública no Brasil, em função da sua magnitude epidemiológica, já que é o segundo câncer mais incidente em homens em todas as regiões do país. O seu único fator de risco bem estabelecido é a idade, visto que a maioria dos casos é diagnosticada em homens a partir de 65 anos de idade. Para o tratamento de cânceres localizados de próstata, a radioterapia é a modalidade escolhida, por ser delimitada e específica, seja isolada, ou com associada a outras terapêuticas. Entretanto, sabe-se que alguns efeitos colaterais indesejados derivam da radioterapia, implicando na Qualidade de Vida Relacionada à Saúde (QRVS) do paciente, o que deve ser observado durante o tratamento. OBJETIVO: Compreender as complicações decorrentes do tratamento radioterápico no câncer de próstata. MÉTODOS: Trata-se de uma revisão de literatura em bases de dados LILACS, PUBMED E BVS, sendo utilizados os descritores “neoplasia de próstata” e “radioterapia”. RESULTADOS: Um estudo verificou que a incidência de cistite hemorrágica após a radioterapia foi de 11,1% da população em questão, com média de aparecimento dos sintomas de 79 meses após a exposição à radiação. Outro estudo avaliou 60 pacientes, por meio de raios-x em T1 e T2, em que todos apresentaram mudanças radiológicas na cabeça do fêmur após a exposição à radiação terapêutica. Além disso, uma pesquisa evidenciou que pacientes tratados com Prostatectomia Radical, Radioterapia e Hormonioterapia apresentaram queda na função dos músculos do assoalho pélvico, gerando desordens miccionais, anorretais e sexuais. Outrossim, uma análise mostrou que as complicações urinárias, como hematúria, disúria e incontinência, variam conforme a dose utilizada no tratamento radioterápico, sendo que, ao diminuir a dose, menor é a frequência dos eventos indesejados. Por fim, foi visto em outro trabalho que o International Prostate Symptom Score (IPSS) após a radioterapia entre 0 e 7 representou 77% da população, mostrando, também, elevadas complicações urinárias. CONCLUSÃO: O tratamento de radioterapia causa impactos na qualidade de vida dos pacientes, gerando complicações no sistema urinário, sexual, em ossos e músculos. Portanto, ao escolher a modalidade de tratamento para o câncer de próstata, deve-se atentar para os efeitos adversos que podem ser bastante indesejáveis para o enfermo.

Palavras Chave

"PRÓSTATA" "CÂNCER" "COMPLICAÇÕES"

Área

Complicações do tratamento oncológico (infertilidade, impotência, cistite ...)

Instituições

UEPA - Para - Brasil

Autores

LUCAS COUTINHO TUMA PONTE, PAULO AFONSO SILVA NEVES, NATÁLIA SENADO ALVES CAMPOS, ISABELLA MARIA FIGUEIREDO TUMA PONTE, JOSÉ RICARDO FIGUEIREDO TUMA PONTE, PAOLA SANTOS DIAS, LUIS CARLOS TAPAJÓS RODRIGUES, ANDRESON IULER MELO BENJAMIN, MAYARA CRISTINA PEREIRA LOBO, JOSÉ RICARDO TUMA PONTE