Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RADIOTERAPIA ABLATIVA EM PACIENTE COM CANCER DE PROSTATA OLIGOMETASTATICO: RELATO DE CASO

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

Apresentação do caso: C.R.B, paciente de 65 anos, portador de neoplasia de próstata operado em 2008, com anatomopatológico evidenciando adenocarcinoma prostático e classificação pela Sociedade Internacional de Patologia Urológica (ISUP) 1, invasão perineural e linfonodos livres.
Evoluiu com recidiva bioquímica em 2012 e foi submetido a radioterapia de resgate em loja prostática na dose de 70 Gray (Gy) em 35 frações no período de 22/01/2013 a 14/03/2013.
Posteriormente realizou 1 ano de bloqueio hormonal.
Apresentou progressão bioquímica com antígeno prostático específico (PSA) crescente: PSA 10/05/2018 - 0,04ng/ml; PSA 10/08/2018 - 0,14 ng/ml; PSA 05/11/2018 - 0,27 ng/ml; PSA 23/01/2019 - 0,45 ng/ml; Doubling time de 3,2 meses e tomografia por emissão de pósitrons com marcador para carcinoma prostático (PET PSMA) de 13/02/2019, evidenciando metástases em linfonodo de cadeia ilíaca interna direita, asa de osso ilíaco direito e escápula esquerda.
Após a recidiva em 2019, foi submetido a radioterapia ablativa, utilizando a técnica de fusão de imagens de PET PSMA e tomografia de planejamento com contraste, técnica de radioterapia de intensidade modulada com arcoterapia volumétrica modulada (IMRT/ VMAT) guiada por imagem (IGRT) diário com cone bean, na dose de 24 Gy (3 frações de 8Gy) lesão de escápula esquerda e lesão de asa do ilíaco direito no período de 11/03/2019 - 13/03/2019 e 30 Gy (5 frações de 6Gy) em linfonodo de cadeia ilíaca interna direita no período de 18/03/2019 - 22/03/2019.
Discussão: Atualmente tem sido desafiador o manejo de neoplasia de próstata com recidiva bioquímica, local, nodal ou oligometastático.
C.R.B, apresentou boa tolerância ao tratamento e vem sendo acompanhado com resultados do PSA para avaliar resposta terapêutica após radioterapia ablativa isolada. PSA 16/04/2019 - 0,29 ng/ml; PSA 16/05/2019 - 0,23 ng/ml; PSA 20/07/2019 - 0,11 ng/ml; PSA 23/08/2019 - 0,06 ng/ml; PSA 25/10/2019 - 0,06 ng/ml; PSA 02/01/2020 - 0,06 ng/ml.
Comentários finais: O objetivo de um tratamento local ablativo para pacientes oligometastáticos tem se mostrado eficaz auxiliando no controle álgico e local sem toxicidade significativa, pode resultar em sobrevida livre de doença a longo prazo, entretanto ainda continua sendo investigado.

Palavras Chave

radioterapia ablativa, próstata, oligometátases

Área

Câncer de Próstata Metastático

Instituições

Rede MaterDei de Saúde - Minas Gerais - Brasil

Autores

Rosângela de Almeida Santos, Gabriel Oliveira Bernades Gil