Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO ENTRE TUMORES DE CELULAS DE LEYDIG E PUBERDADE PRECOCE: UMA REVISAO DE LITERATURA.

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

Introdução: Os Tumores de Células de Leydig (TCL) aparecem na infância geralmente dos 5 aos 10 anos, sendo responsáveis por 1 a 2% das neoplasias testiculares nessa faixa etária. As células de Leydig são produtoras primárias de androgênios nos homens, responsáveis pela puberdade e funções reprodutivas. Se afetadas, levam a manifestações de puberdade precoce, os caracteres são isossexuais e aparecem por meio da alta em testosterona local e baixa de gonadotrofinas. Objetivos: Correlacionar o desenvolvimento de caracteres da puberdade precoce em pacientes pré-puberes diagnosticados com Tumores de Células de Leydig. Metodologia: Foi feita uma busca nas bases Pubmed e Scielo até fevereiro de 2020, a partir dos descritores Leydig Cell Tumors e early puberty; e seus correlatos em português, com a combinação dos operadores booleanos. Foram elegíveis os ensaios clínicos realizados em humanos nos últimos 5 anos. Foram excluídos revisões sistemáticas e artigos que não acrescentavam na pesquisa. Resultados: Dos 13 artigos elegíveis foram incluídos 8. Todos os casos relatados sobre crianças com TCL apresentam em seu exame físico aumento dos pelos pubianos, sendo mostrados escuros, enrolados e grossos em um lado do escroto, e este mostrando-se assimétrico com aumento do tamanho no mesmo lado dos pelos. Outras características de puberdade precoce não são evidenciadas, e nem caracteres heterossexuais ou anormalidade do crescimento. Todos os casos foram corrigidos com cirurgia poupadora do testículo, e após esta, houve diminuição dos pelos e varicocele. Conclusão: Na puberdade precoce há aumento do volume testicular, aparecimento de pelos pubiano e axilares e aumento peniano. Todos os artigos concordam no aparecimento dos dois primeiros caracteres mencionados, mas não encontram os outros, e isso se dá pelo fato de que pacientes com TCL possuem um aumento androgênico local, sendo relacionado apenas as células afetadas em determinado lado do escroto. Dessa forma, não há um desenvolvimento puberal geral.

Palavras Chave

Neoplasias Testiculares, Tumor de Células de Leydig, Puberdade Precoce

Área

Câncer de Testículo

Instituições

Universidade Tiradentes - Sergipe - Brasil

Autores

Mariana S. de Oliveira, Eduardo P Barreto, Lais C Matias, Maria Eduarda B Nascimento, Mariana G N Farias, Yasmin M Toledo