Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TUMOR DE CELULAS GERMINATIVAS EXTRA-GONADAL EM TOPOGRAFIA INGUINAL : RELATO DE CASO

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

APRESENTAÇÃO DO CASO: SC, 59 anos, sem comorbidades, agricultor. Relata surgimento de lesão vegetante em região inguinal direita ha 2 meses. Realizou biópsia excisional na cidade de origem, porém após procedimento houve retorno da tumoração na mesma topografia com extensão perineal, de crescimento rápido e secreção sero-hemática associada. Anatomopatológico da lesão retirada sugestivo de adenocarcinoma de alto grau SOE, sem imunohistoquímica. Interna no hospital das clínicas pela dermatologia, que inicia tratamento para infecção cutânea e investigação da lesão. Beta-HCG e alfa-fetoproteína elevadas 5x o limite superior da normalidade. Revisão da peça cirúrgica pela patologia de nosso serviço: neoplasia germinativa mista, apresentando componente de carcinoma embrionário (90%) e teratoma imaturo (10%). US testicular sem alterações. Tomografias de estadiamento com massa inguinal direita de 8,2x6,9x6,2cm com linfonodomegalia inguinal ipsilateral. Sem evidencia de metástases a distancia. Iniciada quimioterapia paliativa com cisplatina e etoposídio.
DISCUSSÃO: Tumores de células germinativas (TCG) são classificados como extra-gonadais se não há evidencia de tumor primário nos testículos ou ovários.¹ TCG extra-gonadais representam de 1-5% de todos os TCG.² A patogênese desses tumores não é bem definida, mas acredita-se que o TCG extra-gonadal tem origem em células germinativas que não migraram normalmente pelo trato urogenital ao longo da embriogênese.³ Os principais sítios dessas neoplasias são: mediastino, retroperitôneo, sistema nervoso central e região sacral. Sua histologia se assemelha aos tumores testiculares, podendo se apresentar como seminomas, não-seminomas ou teratomas. Essa diferenciação é fundamental para determinação de prognóstico e tratamento.¹ Ressecção cirúrgica do tumor continua sendo principal tratamento, e as indicações de quimioterapia ou radioterapia seguem a histologia dos tumores de testículo.
COMENTÁRIOS FINAIS: TCG extra-gonadais são raros, e sua classificação histológica é semelhante aos tumores testiculares, sendo fundamental para predição da progressão tumoral, tratamento adequado e seguimento do paciente. Ressecção cirúrgica completa é o pilar do tratamento, e a adjuvância é definida a partir da imunohistoquímica, seguindo os moldes das neoplasias testiculares.

Palavras Chave

Tumor de células germinativas extra-gonadal

Área

Tumores Raros

Instituições

Hospital das Clínicas de Botucatu - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Sao Paulo - Brasil

Autores

Raíssa Pierri Carvalho, Augusto Velasco Shimanoe, Matheus Almeida Sperini, Danielli Brussi Carvalho, Hamilto Akihissa Yamamoto, Carlos Felipe L Queiroz, Bruno Bertoni Ferraz, Paulo Roberto Kawano, Mayra Calil Jorge, Mariana Lopes Zanatta