Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

O PAPEL DO BCG NO CONTROLE DA EXPRESSAO DOS GENES PD1 E PDL1 EM ESTUDO IN VITRO DE CARCINOMA UROTELIAL DE BEXIGA

Introdução, Material, Método, Resultados, Discussão e Conclusões

Introdução e objetivo:
A imunoterapia com o uso do Bacilo de Calmet Guerin (BCG) é o tratamento mais eficaz para o carcinoma urotelial (CUB) superficial de bexiga, diminuindo principalmente o número de recidivas, característica da neoplasia. Novas drogas foram desenvolvidas recentemente com alta atividade na estimulação do sistema imunológico, bloqueando os mecanismos de escape adquiridos pelas neoplasias que são a expressão de PD1 e PDL1. O mecanismo de ação do BCG ainda não foi totalmente elucidado e nossa hipótese é que possa atuar no controle de expressão dessas proteínas. Assim, nosso objetivo á a avaliação da expressão de PD1 e PDL1 em estudo in vitro do carcinoma urotelial de bexiga tratado com BCG.
Método:
Cultura de células de carcinoma urotelial de bexiga de baixo grau, recidivante, RT4 foi tratada com 3 concentrações de BCG, 5, 10 e 20 bacilos/célula tumoral. Após 4 e 24 horas, o RNA foi extraído e os níveis de expressão de PD1 e PDL1 foram avaliados pela reação em cadeia da polimerase quantitativa em tempo real (qRT-PCR).
Resultados:
Após 4 horas de exposição ao BCG observamos um aumento da expressão dos genes PD1 e PDL-1 proporcional ao número de bacilos/célula tumoral quando comparado ao grupo controle. O aumento da expressão de PD1 nas células tratadas na concentração de 20:1 foi significativamente maior comparado ao grupo tratado com 5:1 (p= 0,0203).
No experimento de 24 horas de tratamento houve uma pequena redução na expressão de PD1 e PDL1 em relação ao controle, sendo ainda observado uma redução significativa entre o grupo de células tratada com 5:1 e o grupo 20:1 (p= 0,0232).
Conclusão:
Nossos resultados apontam um papel do BCG na regulação da expressão dos genes PD1 e PDL1 na qual a concentração de bacilos e o tempo de exposição parecem influenciar nesse mecanismo. Esses dados são inéditos e nos proporcionam uma melhor compreensão sobre o mecanismo de ação do BCG no tratamento do CUB.

Palavras Chave

PD1, PDL1, câncer de bexiga

Área

Câncer Bexiga

Instituições

-Universidade Anhembi Morumbi – Faculdade de medicina - Sao Paulo - Brasil, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - Sao Paulo - Brasil

Autores

Denis Reis Morais, Vanessa Guimarães , Nayara Viana, Sabrina Thalita Reis , Iran Amourin Silva, Ruan Pimenta, Gabriel A G D dos Santos , Cristina Massoco, Katia Ramos Moreira Leite