Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

OCORRENCIA DE PROSTATECTOMIAS ONCOLOGICAS E INTERNAÇOES POR NEOPLASIA MALIGNA DA PROSTATA NA REGIAO NORTE DO BRASIL: ESTUDO EPIDEMIOLOGICO ENTRE 2010 E 2019

Resumo

Introdução: O câncer de próstata vem sendo acometido como uma das principais causas de doença e morte no mundo, o tratamento é controverso, uma vez que muitas variáveis o influenciam: idade, níveis do Antígeno Prostático Específico (PSA), estágio do tumor e seu tipo histológico, bem como o desconhecimento de sua etiologia. Presentemente, o grande desafio é realizar o diagnóstico precoce da doença, procurando sua cura logo nos estágios inicias. Objetivo: Analisar a ocorrência de procedimentos de prostatectomia oncológicas e descrever o perfil epidemiológico das internações por neoplasia maligna da próstata na região norte do Brasil entre os anos de 2010 e 2019. Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico, retrospectivo, de abordagem quantitativa, no qual os dados foram obtidos a partir do departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS). As variáveis pesquisadas foram: número de internações e procedimentos cirúrgicos, cor/raça, óbitos, taxa de mortalidade. Resultados: O número total de internações por NMP na região norte do Brasil foi de 8.004. A cor/raça mais acometida foi a parda, 4.889. A faixa etária que apresentou mais internações foi a de 70-79 anos. O total de óbitos foi de 1.038. A taxa média de mortalidade foi de 12,97. Em 2010 e 2019 as taxas médias de mortalidade foram de mortalidade foram 10,26 e 13,66, respectivamente. O total de procedimentos de prostatectomia oncológica foi de 651. O estado com o maior número de casos foi o Amazonas, 243. O Pará teve, em 2010 e 2019, 22 e 34 procedimentos, respectivamente. Conclusão: Na região no do Brasil, estado do Amazonas apresentou o maior número de procedimentos de prostatectomias oncológicas, e o estado do Pará apresentou o maior crescimento no número de prostatectomias oncológicas. O perfil epidemiológico das internações por NMP caracterizou-se por homens pardos na faixa etária de 70 a 79 anos. A taxa média de mortalidade cresceu 3,4 pontos na última década.

Palavras Chave

Câncer de próstata; Perfil epidemiológico; Internações

Área

Câncer de Próstata Localizado

Instituições

Universidade Federal de Rondônia - Rondônia - Brasil

Autores

HILDEMAN DIAS COSTA, HÉLIDA OLIVEIRA MAGALHÃES CERQUEIRA, JOÃO MARCOS COSTA SIQUEIRA, ANA CAROLINA DINIZ MENDES, LAURA JANE FRANÇA LACERDA, WALEF NASCIMENTO DUO, LUIZ GUILHERME CARVALHO CARDOSO, PHERNANDO PEREIRA SANTOS, MATHEUS AKIRA SUZUKI OLIVEIRA, MATEUS VIANA OSORIO BARROS