Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

PERFIL EPIDEMIOLOGICO DE OBITOS DECORRENTES DE NEOPLASIA MALIGNA DE BEXIGA ENTRE 2014 E 2019

Resumo

Introdução: A Neoplasia Maligna de Bexiga é a 14ª principal causa de morte por câncer. Atinge principalmente o sexo masculino e a faixa etária dos 50 a 70 anos. Sua incidência tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, ao contrário da mortalidade. O tabagismo é um dos principais fatores de risco.
Objetivos: Apresentar o perfil epidemiológico de óbitos decorrentes de neoplasia maligna de bexiga em idosos entre janeiro de 2014 e janeiro de 2019.
Métodos: Estudo descritivo documental a partir de dados de óbitos de neoplasia maligna de bexiga no Brasil em idosos disponibilizados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS) entre janeiro de 2014 a janeiro de 2019.
Resultados: Em todas as regiões brasileiras, morreram mais pessoas do sexo masculino, sendo, quando analisado o total, 2.191 óbitos de homens a mais do que de mulheres, de modo que as mulheres correspondem a 40,8% em relação aos homens. Na região sudeste, ocorreram mais mortes, em um total de 2.029 homens e 830 mulheres. Já, nas demais regiões, o número médio de óbitos em homens foi de 418,25 e em mulheres de 170,25. Além destes dados, os óbitos segundo cor e raça, nas regiões norte, nordeste e centro-oeste, foram maiores de pardos e, nas regiões sudeste e sul, de brancos. Quanto ao total, brancos e pardos permaneceram com os maiores valores, sendo 2.692 e 1.445, respectivamente. Levando em consideração as faixas etárias, ocorreram o total de 1.648 mortes de pessoas de 60 a 69 anos, 2.021 mortes de 70 a 79 anos e 1.544 mortes com 80 anos ou mais. Todas as regiões, observadas individualmente, apresentaram mais mortes na faixa etária de 70 a 79 anos, não havendo outras diferenças que se destacam, com exceção da região norte, que registrou 46 óbitos tanto na faixa de 60 a 69 anos quanto na de 70 a 79, constituindo uma significativa redução do número de mortes comparado às outras regiões, assim, esta grande diferença pode traduzir também uma menor observância de diagnóstico desta patologia na população idosa.
Conclusões: A neoplasia maligna de bexiga é uma doença de importante relevância na faixa etária geriátrica, constituindo uma causa prevalente de câncer nesta população. Os resultados obtidos permitiram o presente trabalho determinar uma abordagem do perfil epidemiológico dos óbitos decorrentes desta patologia. Dessa forma, objetiva-se a melhoria da assistência aos pacientes, a fim de impactar na morbimortalidade desta doença.

Palavras Chave

Neoplasia Maligna de Bexiga; Idosos; Óbitos.

Área

Câncer Bexiga

Instituições

Universidade Luterana do Brasil - ULBRA - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

AMANDA MARIA COSTI MACHADO, VICTÓRIA MARQUES DE MEDEIROS MICHELON, ALANA MARQUES BLUME, NATHALIA ALINE WALKER LAGO, LARA HELENA ZORTÉA, ANA LAURA TERRA AFFONSO, GIOVANNA MAIOLLI SIGNORI, PAULO ROBERTO CARDOSO CONSONI