Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEOPLASIA MALIGNA DE BEXIGA: ANALISE DE INTERNAÇOES E OBITOS NO BRASIL NA ULTIMA DECADA

Resumo

Introdução: A neoplasia maligna de bexiga é definida como uma multiplicação anormal de células do tecido. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 10.640 novos casos são diagnosticados por ano no Brasil. Pode ser ocasionada por fatores genéticos ou ambientais. Demonstra um crescimento rápido, no qual as células não apresentam diferenciação e invadem tecidos adjacentes. Objetivo: Analisar o número de internações e óbitos decorrentes de neoplasia maligna de bexiga em adultos acima de 20 anos no Brasil nos últimos 10 anos. Metodologia: Estudo epidemiológico transversal descritivo a partir de dados do DATASUS, de fevereiro de 2011 a fevereiro de 2021. Resultados: O Brasil registrou um total de 47.223 internações. Dessas, 633 ocorreram na região norte, 6.142 na nordeste, 27.982 na sudeste, 11.336 na sul e 1.130 na centro-oeste. A faixa etária mais acometida foi a de 60 a 69 anos, com 14.503 internações, seguida das de 70 a 79 anos, 50 a 59 anos, 80 anos ou mais, 40 a 49 anos, 30 a 39 anos e 20 a 29 anos, com respectivamente 13.726, 8.234, 6.978, 2.610, 906 e 266. O sexo mais acometido foi o masculino, com 33.691 internações, seguido do feminino, com 13.532. Em relação às etnias, a branca registrou 31.181 internações; a parda, 13.663; a preta, 1.952; a amarela, 424; e a indígena, 3. Os óbitos somaram um total de 3.127. Desses, 59 ocorreram na região norte, 417 na nordeste, 1.826 na sudeste, 742 na sul e 83 na centro-oeste. A faixa etária mais acometida foi a de 70 a 79 anos, com 1.109 casos, seguida das de 60 a 79 anos, 80 anos ou mais, 50 a 59 anos, 40 a 49 anos, 30 a 39 anos e 20 a 29, com respectivamente 777, 709, 446, 124, 39 e 13 óbitos. O sexo mais acometido foi o masculino, com 2.133 óbitos, seguido do feminino, com 994. Em relação às etnias, a branca apresentou o maior número de óbitos, registrando 1.912 casos, seguida da parda, com 996, da preta, com 180, da amarela, com 39, e da indígena, com 0. Conclusão: Segundo os dados de internações e óbitos obtidos na pesquisa e considerando a população do Brasil nos últimos 10 anos, o país apresenta uma média anual de 4.722,3 intenções e 312,7 óbitos. A região com maior incidência da doença foi a sul (37,8 para cada 100.000 habitantes) e a com menor foi a norte (3,43 para cada 100.000 habitantes). A região norte apresentou a maior letalidade (9,3%), enquanto que a sul e a sudeste apresentaram as menores, ambas com 6,5%.

Palavras Chave

Neoplasia maligna de bexiga; Internações e óbitos no Brasil; Comparação entre regiões

Área

Câncer Bexiga

Instituições

Universidade Luterana do Brasil - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

CAROLINA BOHN FACCIO, LÍDIA CARVALHO DOS SANTOS, ISADORA SAURIN RITTERBUSCH , PEDRO HENRIQUE ANDREOLIO TANNHAUSER , PAULA BERNARDI DE OLIVEIRA, PEDRO CORNELIO BORGES FORTES, RAFAELA BOFF, BRUNA MARTINS DE SOARES , LUCAS DORNELES FICK, ALINE GULARTE TEIXEIRA DA SILVA