Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A IMPORTANCIA DO RASTREIO GENETICO DO CANCER DE PROSTATA: UMA REVISAO BIBLIOGRAFICA

Resumo

Introdução: O câncer de próstata (CaP) é uma das neoplasias mais incidentes dentre a população masculina brasileira, com taxa de 29,2% em 2020. O progresso em estudos genômicos evidenciou como fatores de risco para CaP muitas variantes gênicas de suscetibilidade. Nesse contexto, estudos estimam que 40% a 57% desses cânceres apresentam componente genético herdado, refletindo em risco 2 a 3 vezes maior em relação à população geral. Diante disso, vê-se relevância nas indicações para triagem e teste genético de CaP, sendo necessários estudos para evitar sobrediagnóstico e tratamento excessivo de quadros que não ameaçam a vida. Objetivo: Dimensionar a importância do rastreio genético no diagnóstico precoce do CaP. Métodos: Revisão realizada em abril de 2021 nas plataformas PubMed e Biblioteca Virtual em Saúde, encontrando 25 e 24 artigos, respectivamente, a partir da expressão de busca "Prostatic Neoplasms" OR "Prostatic Cancer" AND "Genetic Testing" AND "Early Detection of Cancer". Considerou-se artigos publicados de 2011 a 2021 e com texto completo gratuito, restando 32 artigos. Excluídas as duplicatas, foram selecionados por título e resumo 11 artigos e 2 estudos extras, totalizando 13 artigos lidos integralmente e considerados relevantes para a revisão. Resultados: Os trabalhos mostram indicações para rastreio de CaP como idade, raça, expectativa de vida e histórico familiar de primeiro grau diagnosticado abaixo de 65 anos, utilizando como principais parâmetros a dosagem de antígeno prostático específico e toque retal. Contudo, as indicações para rastreio genético divergem, ainda que triagens convencionais realizadas junto a diagnósticos genéticos possam reduzir as biópsias em até 32%, como no modelo Stockholm 3. As mutações de maior interesse são BRCA1 e BRCA2, que conferem 2,4 e 7,3 vezes maior risco de desenvolver CaP, respectivamente. As variações genéticas em HOXB13, MLH1 e MSH2 também se destacam no risco. A partir disso, as publicações sugerem uma investigação abrangente dessas mutações, buscando triagem mais assídua e precoce dos indivíduos com as alterações genéticas e poupando excesso de testes em pacientes de baixo risco gênico. Conclusão: Em suma, a triagem genética de mutações de maior relevância se mostrou importante para o diagnóstico precoce do CaP. Todavia, carece de estudos que enriqueçam sua indicação, os quais permitiriam cuidados de saúde adaptados ao risco genético do indivíduo, refinando a triagem convencional.

Palavras Chave

NEOPLASIAS DA PROSTATA; TESTE GENÉTICO; DETECÇÃO PRECOCE DE CÂNCER.

Área

Câncer de Próstata Localizado

Instituições

EMESCAM - Espírito Santo - Brasil, MULTIVIX - Espírito Santo - Brasil

Autores

VITOR REIS CALIMAN, MARCELA FRANCISCHETTO RIBEIRO VIANNA, LARISSA ROSA STORK, LUCCA STEPHANI RIBEIRO, BÁRBARA ARAÚJO CRISTELO MORAES, LUANA ASSIS MARQUEZ, BIANCA MANSUR NONATO, RAFAEL LIMA GOMES DUARTE, DIEGO GENELHU ABREU CÓBE