Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇAO DA EXPRESSAO IMUNOISTOQUIMICA DO FATOR TECIDUAL NO CARCINOMA DE PENIS

Resumo

Introdução: O aumento da expressão do fator tecidual (FT) foi correlacionado com pior prognóstico e sobrevida em várias neoplasias malignas. Em tumores urológicos, foi estudado na próstata, bexiga e rim.
Objetivos: Avaliar a expressão imunoistoquímica do FT em espécimes de câncer de pênis, correlacionando com fatores prognósticos e sobrevida.
Métodos: Um total de 34 pacientes tratados com penectomia parcial ou total por câncer de pênis no período entre janeiro de 1998 a dezembro de 2012 foram incluídos no estudo. A expressão do FT foi determinada com metodologia quantitativa em amostras de tecido em parafina e correlacionada com idade, estadiamento clínico, estadiamento patológico, envolvimento linfonodal, grau de diferenciação histológico e sobrevida.
Resultados: A expressão do FT foi observada em 26 espécimes (76,4%). A média da expressão na amostra foi de 27,8 μm2 [IC 95% 20,0 – 35,6, DP 22,4]. Houve diferença significativa em relação a idade entre os grupos com expressão alta e baixa [57,6 anos (DP 9,9) contra 67,3 anos (DP 16,4), p = 0,047]. O seguimento médio foi de 28,3 meses (intervalo de 1 a 139,6 meses). Durante o acompanhamento houve 8 óbitos (76,5%), 4 em cada grupo, todos relacionados a neoplasia. Na análise multivariada, não houve correlação entre a expressão do FT e as variáveis em estudo.
Conclusões: O FT foi expresso na maioria das amostras de câncer de pênis. Não houve correlação entre nível de expressão do FT, fatores prognósticos e sobrevida.

Palavras Chave

câncer de pênis; fator tecidual; imunoistoquímica; prognóstico

Área

Tumores Raros

Instituições

Escola de Medicina da PUCRS - Rio Grande do Sul - Brasil, Serviço de Urologia do Hospital São Lucas da PUCRS - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

ALICE SCALZILLI BECKER, CARLOS EDUARDO SCHIO FAY, GUSTAVO FRANCO CARVALHAL