Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TUMOR ESTROMAL DE MALIGNIDADE INCERTA DA PROSTATA, UM RELATO DE CASO

Resumo

Introdução: Tumor estromal de malignidade incerta da próstata (STUMP - "prostatic stromal tumor of uncertain malignant potential") é um achado muito raro com padrões e comportamento variavel. Considerado como lesão neoplásica e comumente confundida com sarcoma. Sua evolução é de comportamento variável, podendo permanecer de forma indolente, ou até mesmo com crescimento rápido, recidivas precoces após ressecção, metástases e morte.Gaudin et al¹ em 1998 foi quem descreveu como STUMP todas lesões estromais que não se caracterizavam como sarcoma, classificando em quatro tipos histológicos.

Objetivo: Apresentar um caso de Tumor estromal de malignidade incerta da próstata , e discutir possibilidades de tratamento e seguimento.

Método: Análise de prontuário, entrevista, acesso a exames de imagem e laboratoriais, registro fotográfico de lâminas por método de hematoxilina-eosina e imunohistoquímica, utilizando anticorpos de receptor de progesterona, CD 34, CD 117,PSA, receptor de estrogênio, além de literatura médica pertinente.

Resultados: M.C. 78 anos, masculino, hígido, antecedente pessoal de hipertensão arterial, nega antecedente de câncer de próstata(CAP) na família. Sendo submetido a biópsia transretal da próstata em novembro de 2018, por elevação de psa com relação desfavorável, e RM descrevendo PIRADS 3, dos 20 fragmentos, 4 destes enviados para imunohistoquímica, área descrita como PIRADS 3 negativa para neoplasia. Imunohistoquímica com positividade para receptor de progesterona, CD 34 e C117 (c-kit).

Discussão: STUMP possui maior incidência em sexagenários, com com leque grande de sintomas, STUI, hematúria, hemospermia, alteração ao exame digital da próstata. Frequentemente pode ser confundido com sarcoma estromal da próstata pela sua morfologia, especialmente em casos onde há núcleos grandes e degenerativos. Seu diagnóstico diferencial é de suma importância, pelo prognóstico reservado aos paciente com sarcoma. Gaudin et al¹ classificou STUMP em quatro padrões histológicos, de acordo com o grau de atipias, não havendo ate o momento correlação com seu prognóstico. Conclusão: STUMP possui comportamento clínico variável e incerto, podendo comprometer estruturas adjacentes, recidiva local após procedimento cirúrgico e ser precursor de sarcoma da próstata. Devido a falta de estudos com maior seguimento, não há consenso para o seu tratamento, devendo ser individualizado, de acordo com idade, expectativas, sintomas e preferência do paciente.

Palavras Chave

cancer; prostata; STUMP; estromal; sarcoma

Área

Tumores Raros

Instituições

Puc-Campinas - São Paulo - Brasil

Autores

ANDRE MEIRELLES DOS SANTOS, BRUNO BONADIMAN MONGENOT, RAFAEL PEREIRA COLTRI, LORELLA MIRANDA AURICCHIO, LUCAS HENRIQUE SANCHEZ CAVALHEIRO, VICTOR GONÇAVES DE LIMA, DIOGO DE OLIVEIRA ANTUNES