Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEOPLASIA DE PROSTATA METASTATICA RESISTENTE A CASTRAÇAO: USO DA TERAPIA RADIOLIGANTE COM 177 LUTECIO

Resumo

INTRODUÇÃO: O Câncer de Próstata (CaP) possui maior incidência e taxa de mortalidade após os 50 anos, sendo o segundo câncer mais comum entre os homens. Com relação ao manejo terapêutico, recentemente surgiu a terapia radioligante (RLT) do antígeno de membrana específico da próstata usando o lutécio radioativo 177 (177Lu-PSMA). A qual tem sido usada nos casos de câncer de próstata metastático resistente à castração (mCRCP). OBJETIVOS: Abordar o uso da RLT do 177-LuPSMA no tratamento do mCRCP. MÉTODOS: Estudo de revisão integrativo, de caráter descritivo, realizado em maio de 2021, através de artigos da base de dados United States National Library of Medicine, em inglês e português, utilizando os descritores "Neoplasias da Próstata", "Prostatic Neoplasms" e "Lutécio", combinados pelo operador booleano “OR”, resultando em 2071 artigos nos últimos 5 anos. Dos quais, após aplicação de critérios de inclusão, 6 foram escolhidos por melhor se relacionarem ao tema. RESULTADOS: O teranóstico do PSMA foi destacado em 33,4% (n=2) dos artigos, como promissor para fins diagnósticos e terapêuticos. Os radiotraçadores direcionados ao PSMA apresentaram alta expressão seletiva no CaP, evidenciando os benefícios do uso no estadiamento primário e reestadiamento. Dos artigos selecionados, 16,7% compararam a eficácia da RLT do 177-LuPSMA com o tratamento de terceira linha utilizado nos pacientes mCRCP, concluindo que o primeiro teve melhor resultado e menos efeito adverso. Outrossim, um estudo de coorte, avaliou o uso do 177 Lu-PSMA-617 com irradiação β no CaP, demonstrando alta taxa de resposta, inclusive na reintrodução em comparação a outras terapias sistêmicas, resultando numa melhor qualidade de vida. Outro estudo abordou os benefícios quanto à eficácia, segurança, tratamento, toxicidade e detalhes da administração, demonstrando resultados positivos. Ademais, TheraP e VISION, são ensaios clínicos randomizados que também estão em andamento, analisando o uso da RLT 177 Lu-PSMA, em breve, serão publicados os resultados constatados. CONCLUSÃO: Logo, o uso da RTL com 177-LuPSMA tem-se mostrado benéfico, estabelecendo-se como uma opção eficaz para o tratamento e diagnóstico nos pacientes com mCRCP.

Palavras Chave

Neoplasias da Próstata; Prostatic Neoplasms; Neoplasias de la Próstata;

Área

Câncer de Próstata Metastático

Instituições

Centro Universitário de João Pessoa - UNIPÊ - Paraíba - Brasil

Autores

ANNA JULIE MEDEIROS CABRAL, CAMILA ARAÚJO NOVAIS LIMA, DAVI RODRIGUES DE SOUSA, EDUARDO FRANCO CORREIA CRUZ FILHO, FILIPE EDUARDO AGUIAR COSTA FILHO, FERNANDO DE PAIVA MELO NETO, GABRIEL LUCENA CARVALHO SOARES, RENATA VITÓRIA DE FRANÇA SALES, SAMUEL ESTRELA DE ABRANTES, FERNANDA ARAÚJO ALVES