Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

NEOPLASIAS UROLOGICAS: PERFIL DO DIAGNOSTICO DA DOENÇA NOS ESTADOS BRASILEIROS

Resumo

INTRODUÇÃO: O câncer é um problema de saúde publica no mundo e a segunda causa de mortes. A pandemia afetou todas as áreas da atividade humana, e a necessidade de isolamento e social desencadeou uma grande demanda reprimida de diagnóstico de câncer, e afetou também os pacientes que estavam com o diagnóstico oncológico e atrasaram o tratamento. E OBJETIVO: Dessa forma, o objetivo desse estudo é analisar a série histórica de taxas de diagnósticos de Neoplasias Urológicas bem como avaliar o diagnóstico da principal neoplasia urológica diagnosticada nos estados brasileiros. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo epidemiológico descritivo, cujos dados foram obtidos por meio de consulta as bases de dados, Sistema de informação hospitalar (SIH), Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) e Procedimento Hospitalares, disponibilizados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), no endereço eletrônico (http://www.datasus.gov.br), que foi acessado 05/02/2021 a 15/03/2021. RESULTADOS: Das principais neoplasias urológicas diagnosticadas no Brasil o câncer de próstata lidera com 67.311 casos confirmados nos últimos 2 anos (69,9%), em segundo lugar vem a neoplasia maligna de bexiga com 12.848 casos diagnosticados (13,3%). Nos últimos anos o principal diagnóstico de CA urológico foi o câncer de próstata, fazendo uma análise dos últimos quatros anos (2016-2020) os cincos principais estados que encabeçaram a lista de diagnóstico foram: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul, respectivamente. São Paulo lidera com 38.155 (26,2%) dos casos, sendo seguido por Minas Gerais com 21.054 (14,5%) e Rio de Janeiro com 11.087 (7,6%) dos casos, fazendo a região sudeste do país ser a principal região brasileira com diagnóstico de CA de próstata. O estado da Bahia vem em quarto lugar com 10.963 (7,5%), sendo o primeiro estado do Nordeste que mais diagnostica CA de próstata e o Rio Grande do Sul vem em quinto lugar com 9.816 (6,7%) dos casos, sendo o primeiro estado da região Sul com maior número de diagnóstico. As regiões Centro-Oeste e Norte do País são as que menos diagnóstica CA de próstata. CONCLUSÕES: No Brasil o principal diagnostico de neoplasia urológica é a neoplasia maligna de próstata, os principais estados brasileiros que lideram o número desses diagnósticos são: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul.

Palavras Chave

Neoplasias urologia, Adenocarcinoma de prostata, Câncer de Bexiga

Área

Câncer de Próstata Localizado

Instituições

UFBA - Bahia - Brasil, UNIFTC - Bahia - Brasil

Autores

LAIS ARAUJO FERNANDES, MAIARA BONFIM, PRISCILLA RODRIGUES, ANA FLAVIA, LARA REGINA