Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

IMUNOTERAPIA COM NIVOLUMABE NO TRATAMENTO DO CARCINOMA DE CELULAS RENAIS METASTATICO

Resumo

Introdução: O carcinoma de células renais (CCR) metastático é um câncer urológico agressivo, seu único tratamento curativo é a retirada cirúrgica do tumor localizado, e em casos específicos combinação com metastasectomia. Todavia, houve uma ascensão da imunoterapia moderna, como o uso do nivolumabe que permitiu um aumento importante da sobrevida em pacientes com CCR. Objetivos: Analisar os resultados e efeitos adversos do uso do anticorpo nivolumabe no tratamento do carcinoma de células renais metastático. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa baseada em artigos da base de dados Pubmed entre os anos de 2008 a 2019. Discussão: A função dos linfócitos T de detectar e destruir as células tumorais é bloqueada pela ligação de receptor-1 de morte programada (PD-1) com o ligante de morte programada 1 (PD-L1) entre as células tumorais e apresentadoras de antígeno, todavia a terapia com nivolumabe evita tal bloqueio. Quando foi comparado, em um estudo, ao everolimus em paciente com CCR avançado após terapia antiangiogênica de primeira ou segunda linha, o nivolumabe apresentou menor risco de morte, resposta terapêutica mais presente e menos efeitos colaterais. Ademais, há indícios crescentes que moduladores imunológicos que atuam bloqueando pontos de verificação imunológico, como o receptor-1 de morte programada, têm influência importante na imunidade humoral. Outro estudo demostrou que o uso do nivolumabe e ipilimumabe juntos em pacientes com CCR em prognóstico intermediário e ruim obtiveram resultados melhores. O uso do anticorpo monoclonal é tolerado e seguro, todavia apresenta alguns eventos adversos e o mais comum são os cutâneos como dermatite, prurido, erupção cutânea, eritema. Mas, o efeito colateral mais temido dos imunomoduladores são os gastrointestinais, como a diarreia, embora também possa ser citado outros efeitos como pneumonite, nefrites, febre e fadiga. Destaca-se ainda, uma relação entre a presença dos eventos adversos relacionados ao sistema imunológico com a sobrevida na terapia com nivolumabe, ainda que mais estudo possam certificar tal papel. Conclusão: O nivolumabe tem segurança no tratamento do CCR metastático, além de eficácia tanto sozinho quanto em associação. A terapia pode apresentar alguns eventos adversos cuja existência está relacionada a sobrevivência dos pacientes. Assim, são novas terapêuticas que requerem aperfeiçoamento e estudos, mas mostram ser uma área promissora no tratamento do câncer renal avançado.

Palavras Chave

nivolumabe, câncer renal, tratamento

Área

Câncer de Rim

Instituições

Centro universitário de João Pessoa - UNIPÊ - Paraíba - Brasil

Autores

MARIA EDUARDA PINHEIRO SANTOS, DAVI RODRIGUES DE SOUSA , FILIPE PINTO DE OLIVEIRA, GABRIELA LYGIA ALBUQUERQUE VASCONCELOS DE CARVALHO, ISADORA PEREIRA BRITO, MARIANA VIEIRA FALCÃO, MAX MATIAS MARINHO JÚNIOR, YGOR FERNANDES DE ALBUQUERQUE