Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

O USO INDEVIDO DE ANABOLIZANTES COMO FATOR DE RISCO PARA O DESENVOLVIMENTO DO CANCER DE PROSTATA.

Resumo

Introdução: A administração de anabolizantes em homens pode apresentar consequências no PSA e no volume prostático. A testosterona sintética, principal substância utilizada, realiza uma cascata de sinais importantes para a proliferação celular da próstata, correlacionando o uso de anabolizantes à patogênese do câncer. Objetivo: Intenta-se por meio deste trabalho é discorrer acerca do uso indevido de anabolizantes que está diretamente relacionado à proliferação de células cancerígenas da próstata. Metodologia: Foi realizada uma revisão bibliográfica de 10 artigos obtidos nos sites de pesquisa Scielo, PubMed e BVS, com os seguintes descritores: Anabolizantes, Câncer de próstata, Testosterona. Resultados: O uso indiscriminado de Esteróides Anabolizantes (EAA) pode levar a uma série de efeitos colaterais e, até mesmo, ao desenvolvimento de doenças como a esterilidade, além de aumentar as chances de morte súbita em jovens. Diante disso, alguns estudos analisaram a correlação entre o uso de EAA e o desenvolvimento do Câncer de Próstata, devido ao aumento dos níveis séricos de PSA e volume prostático a partir do uso desenfreado de EAA, uma vez que a testosterona possui a capacidade de atravessar a membrana plasmática das células prostáticas, favorecendo a codificação e síntese de proteínas e alguns fatores tumorais de crescimento, liberando uma cascata de proliferação celular local, podendo gerar inclusive uma hiperfunção da glândula prostática. Além disso, alguns relatos referem o aumentar a predisposição para o desenvolvimento do hipogonadismo, uma síndrome que causa diminuição ou inibição total da síntese de testosterona endógena mesmo após a finalização do uso dos EAA. No entanto, alguns estudos ainda apresentam informações inconclusivas, necessitando de maiores estudos e informações. Dessa forma, já é vista hoje a necessidade do surgimento de leis voltadas para a prevenção, educação e restrição do uso de EAA, sendo essa uma questão de saúde pública. Conclusão: Pouca atenção é dada para o uso indiscriminado dos EAA, fator que contribui para a inadvertência dos efeitos colaterais desses esteróides, tal qual o câncer de próstata.Tendo em vista a patogênese multifatorial associada a esse tipo de câncer engendra-se a possibilidade de gerar uma tumoração. Portanto, a administração de EAA deve ser normatizada e monitorada, afim de minimizar o surgimento de efeitos colaterais e do Câncer de Próstata secundários à utilização indiscriminada.

Palavras Chave

Anabolizantes, Cancer de prostata, Testosterona.

Área

Câncer de próstata localizado

Instituições

UniAtenas - Minas Gerais - Brasil

Autores

ISADORA araujo fagundes, JULIANA APARECIDA REZENDE , EDUARDA VASCONCELOS NEIVA , YASEMIN CEYHAN, LARYSSA MARIA RIBEIRO ARAUJO, FELIPE EDUARDO CAMPOS, AMANDA Soares Gonçalves , FABRIZZIO GERMAN FERNANDINI TORRES, JOSUE DA SILVA BRITO