Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MUDANDO O JOGO NO CANCER DE BEXIGA: A MELHOR OSTOMIA NAO E SEMPRE O MELHOR CAMINHO

Resumo

Objetivos: Analisar a taxa de derivações urinárias externas realizadas em pacientes submetidos a cistectomia radical e analisar o CABEM escore, sistema de classificação criado pelo CABEM, na decisão de realizar estomias e o perfil clínico dos pacientes em que essa técnica é preferida. Métodos: Um total de 81 pacientes com MIBC foram avaliados. Foram avaliados idade, sexo, índices de comorbidade e tipo de tratamento. Resultados: Quarenta e quatro pacientes foram tratados com cistectomia radical. Treze pacientes foram submetidos ao conduto ileal e, em 30 pacientes, a ureterostomia cutânea foi a técnica de escolha. Um total de 37 pacientes tiveram pontuação CABEM de 0-1 pontos e 30 pacientes tiveram pontuação CABEM de 2-3 pontos. Conclusão: Nosso programa de centralização associado à nossa decisão baseada em algoritmos ajuda a decidir quais pacientes devem ser submetidos à estomia. A atuação de uma equipe multidisciplinar é fundamental para garantir um tratamento individualizado.

Palavras Chave

Neoplasia de Bexiga; Mortalidade; Regionalização; Coordenação do cuidado; Seleção de Pacientes.

Área

Câncer de bexiga

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - São Paulo - Brasil

Autores

FERNANDO KORKES, FREDERICO TIMOTEO SILVA CUNHA, GUSTAVO SANTANA DE LIMA , ARTUR SILVA FARIAS, TATIANE ALMEIDA CARVALHO, LAIZA LOPES SILVA, DAISY CRISTINA ZEMKE BARREIROS ARCHILA, ANA PAULA GUARNIERI, ROSANGELA FILLIPINI, SIDNEY GLINA