Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CRIOPRESERVAÇAO COMO ALTERNATIVA NA CONSERVAÇAO DA FERTILIDADE DE PACIENTES COM CANCER DE TESTICULO

Resumo

O câncer de testículo representa 1% dos tumores malignos, sendo a neoplasia mais frequente entre 15 e 35 anos. No entanto, é uma das neoplasias sólidas mais curáveis, com taxas de sobrevida em 5 anos de 95% dos casos e, apesar da baixa mortalidade, o câncer de testículo interfere diretamente na fertilidade, na autoestima e na qualidade de vida dos homens. Nesse contexto, é importante dizer que, anualmente, são registrados cerca de 74 mil casos no mundo e 3,3 mil novos casos no Brasil. Desse modo, em relação ao tratamento desse câncer, é lícito afirmar que há possibilidade de prejudicar a fertilidade do homem, visto que o tratamento e a patologia podem interferir em algumas partes do processo reprodutivo e afetar a capacidade do homem de ter filhos, devido à influência nos níveis de testosterona. Dessa forma, a criopreservação do sêmen é uma opção para a preservação da possibilidade do paciente ter filhos após o tratamento desse câncer, por meio do armazenamento do sêmen em Banco de Sêmen. O espermatozoide é uma célula que possui alto potencial de criopreservação, devido às suas características únicas, como o volume pequeno em comparação à sua superfície e a pouca quantidade de água intracelular. Atualmente, a criopreservação de espermatozoides é empregada para armazenar células excedentes provenientes de aspirados do epidídimo ou do testículo. Em vista disso, o objetivo desse procedimento é, eventualmente, usar essas células em técnicas de reprodução assistida de alta complexidade, como a Injeção Intracitoplasmática de Espermatozoide. Além disso, sabe-se que, grande parte dos diagnósticos de câncer de testículo ocorre durante o auge da idade reprodutiva. No entanto, a radiação e os agentes quimioterápicos usados em grande parte do tratamento do câncer desses pacientes interferem no nível de testosterona, podendo levar à infertilidade. Com isso, a proteção dos paradigmas masculinos e preservação da fertilidade possui enorme relevância relacionada ao tratamento oncológico e potencial reprodutivo. Portanto, a criopreservação contribui na preservação da fertilidade e apresenta bons resultados, aumentando a esperança dos homens e atraindo cada vez mais pacientes que desejam ter filhos futuramente.

Palavras Chave

Criopreservação; Fertilidade; Câncer; Testículo

Área

Câncer de testículo

Instituições

Centro Universitário Redentor S.A - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

ALANA CRISTINA CANCEGLIERI STUHR, BRENO SILVA PERCU, WALESKA VITÓRIA SOARES DE OLIVEIRA, LORENZO GUERRERO, RENAN THOMAZINI LEITE, MURILLO JOSÉ SILVA MARTINS