Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Evidência de mundo real para curva de aprendizado em prostatectomia radical aberta e robótica

Resumo

A prostatectomia radical é o tratamento padrão ouro para câncer de próstata localizado. Atualmente a cirurgia robótica tem superado em número a cirurgia aberta nos grandes centros, apesar de não ter evidência de uma melhora funcional a longo prazo. O objetivo deste trabalho é demonstrar a curva de aprendizado baseada no tempo cirúrgico e margens positivas nos três grupos de pacientes submetidos a prostatectomia radical: aberta anterógrada, retrógrada e robótica. Material e método: Esse estudo incluiu 294 pacientes submetidos a cirurgia de prostatectomia radical, foram comparados 3 grupos, cada qual com 98 pacientes: grupo 1 submetido a prostatectomia radical retrógrada; grupo 2 submetido à prostatectomia radical anterógrada; e grupo 3 submetido à prostatectomia radical robótica. Foram analisadas variáveis pré, intra e pós operatórias: idade, volume prostático, risco D´Amico, tempo cirúrgico e margem positiva. Para a análise estatística foram realizados os testes Qui quadrado e teste T de Student. Os grupos 1 e 2 foram operados pelos residentes do segundo ano de urologia sob orientação da preceptoria e o terceiro grupo pelos preceptores auxiliados pelos residentes. Todos os cirurgiões em curva de aprendizado para cirurgia aberta ou robótica. Resultados: Não houve diferença significativa entre as variáveis idade e volume prostático entre os três grupos. O risco D´Amico foi significativamente menor no grupo da robótica quando comparado com o grupo prostatectomia retrograda (p=0,016) e com o grupo da prostatectomia anterógrada (p= 0,042). O tempo cirúrgico também apresentou diferença entre os grupos, sendo maior em minutos na prostatectomia robótica (IC 201 – 221) quando comparado com o grupo 2 (IC 139-157) e com o grupo 3 (IC 145-162). Evidenciou-se que a margem cirúrgica positiva no histopatológico foi significativamente menor no grupo da prostatectomia robótica em comparação com o grupo 2 (p=0,032) e o grupo 3 (p=0,016).Conclusão: Embora a cirurgia robótica agregue melhor visualização e maior facilidade de movimentos e dissecção minimamente invasiva, a curva de aprendizado parece ser maior pois o tempo cirúrgico foi significativamente maior nesse grupo, sinalizando a maior complexidade da curva de aprendizado.

Palavras Chave

câncer de próstata localizado, prostatectomia radical retrógrada, prostatectomia radical anterógrada, prostatectomia radical robótica, tempo cirúrgico, margens positivas.

Área

Câncer de próstata localizado

Instituições

HOSPITAL UNIVERSITARIO PEDRO ERNESTO- UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

EUGENIA ALEJANDRA LLANOS PERPINAN, VICTOR SENNA DINIZ, FABRICIO BORGES CARRERETTE, DANIELA BOUZAS RODEIRO, JOAO BOECHAT DE SOUZA, GUILHERME LITTIG GOMES DE OLIVEIRA , GUILHERME CRUZ BRAGA, RUI RUI THEOFILO FILHO, CELSO COSTA LARA, RONALDO DAMIAO