Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

SANGRAMENTO URINARIO E CANCER DE BEXIGA: O CUSTO ECONOMICO POR TRAS DO IMPACTO EPIDEMIOLOGICO E SOCIAL

Resumo

INTRODUÇÃO É uma característica no manejo do câncer de bexiga a necessidade da realização de cistoscopias tanto para o diagnóstico quanto para o acompanhamento que é praticamente vitalício em todos os estágios da doença. Em muitos centros são realizadas em salas de cirurgia, sob anestesia, o que significa um elevado custo para o sistema de saúde. No Brasil, entretanto,
os dados relacionados a custos envolvendo a cistoscopia eram desconhecidos até então. OBJETIVO Avaliar e comparar os custos relacionados ao procedimento de cistoscopia para o câncer de bexiga. MÉTODOS A partir do levantamento de dados envolvendo a realização da cistoscopia rígida em hospitais referência no tratamento do câncer de bexiga, foi realizada a comparação com a cistoscopia flexível ambulatorial. Os valores contemplaram todos os processos envolvidos na realização das cistoscopias. RESULTADOS A média dos custos da cistoscopia rígida foi de R$ 8.319,45, com variação de R$ 6.187,10 a R$ 10.512,34. Um dos fatores que contribuíram para a variação foi a realização de biópsia durante o procedimento. O valor médio da cistoscopia flexível foi de R$ 1800,60 reais. A média de tempo para a realização da cistoscopia rígida foi de 55,64 dias, enquanto para cistoscopia flexível foi de 6,34
dias. CONCLUSÃO O manejo do câncer de bexiga representa uma carga econômica significativa para o sistema de saúde brasileiro. Estratégias para permitir o diagnóstico precoce e para diminuir os custos envolvidos na realização de cistoscopias podem ser valiosas.

Palavras Chave

Neoplasias da Bexiga Urinária; Cistoscopia; Acesso aos Serviços de Saúde; Administração em Saúde Pública.

Área

Câncer de bexiga

Instituições

Faculdade de Medicina do ABC - São Paulo - Brasil

Autores

GUILHERME ANDRADE PEIXOTO, GUSTAVO SANTANA DE LIMA, FERNANDO KORKES